Vida com História

Um conflito nasce da necessidade de ter razão

Momento

Comentários (0) / 12 de fevereiro de 2017

Quando eu penso em conflito, me vem à cabeça a imagem de fios que se embaralharam e não conseguem se soltar. Uma armadilha poderosa em muitas situações, mesmo naquelas onde a gente está com a razão. Um nó na vida das pessoas que estrangula o bom senso, a calma, a paz. Algumas vezes, com muita paciência, os envolvidos se empenham em desatar, fio por fio, até limpar toda a confusão. A boa vontade e o respeito pelo outro são fatores que colaboram nessa tarefa. Na maioria dos casos, ao contrário, os envolvidos ajudam a aumentar a trama. Um episódio que ilustra a falta de jeito para lidar com conflitos, aconteceu na banca de pastel.

O cliente trazia uma lista com os sabores encomendados pela mulher e os dois filhos. Fez o pedido:

– Dois de queijo, um de carne e um de palmito.

Esperou paciente o pedido sair da frigideira e, assim que recebeu todos, um garoto passou por ele, arrancou tudo da sua mão e desapareceu. O cliente gritou, fez um escândalo. A curiosidade das pessoas formou uma roda em volta dele.

– Você viu isso? Perguntou o cliente, indignado com a audácia do garoto.
– Acontece todo dia! Quer fazer um novo pedido?
– Sim, é o jeito né?!

Os pastéis saíram rápido e o pasteleiro apresentou a nota, como se nada tivesse acontecido.

– Você cobrou os oito, então?
– Não posso ficar com o prejuízo, desculpa – respondeu o pasteleiro.

O cliente saiu com a sensação de ter sido assaltado duas vezes e, no caminho para o estacionamento, viu o menino ladrão dos pastéis conversando com o filho do pasteleiro.

– Ei, você é o ladrãozinho de pastel! Gritou o cliente.

Os meninos correram e sumiram de vista. Ele  voltou para a barraca e falou com o dono:

– Seu filho estava junto com o menino que roubou o meu pastel!
– Com certeza ele não sabia que o pastel era roubado! Qualquer um pode comer pastel – disse o pasteleiro.
– Você é um cara de pau! Seu filho deve ser cúmplice igual o outro! Tô achando que tem até um combinado para dobrar as vendas.
– Não fale assim comigo. Quando entrego o produto para o cliente, ele é o responsável por aquilo que acontecer com o produto. Meu filho não tem nada com isso.
– Ah não? Ele tá dividindo o pastel com o bandido. Eu não vou deixar isso barato.

E começou a gritar, ao lado da barraca:

– O filho do pasteleiro anda com ladrão. Cuidado com o seu pastel!!!

Um policial veio saber o que estava acontecendo.

– Senhor, por favor, eu conheço o garoto, ele é uma criança. Pare senão vou ter que tirar o senhor daqui – afirmou o guarda.
– Ele está atrapalhando meu trabalho e acusando um inocente, seu guarda – disse o pasteleiro.

A raiva foi maior do que a razão e o cliente arremessou os quatro pastéis no pasteleiro. O guarda pediu para o cliente acompanha-lo até a delegacia.

Que recheio ruim para um pastel.

Compartilhe essa história com quem você gosta...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Share on LinkedIn
Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *