Vida com História

O clima descontraído é inimigo de limite

Momento

Comentários (0) / 28 de fevereiro de 2017

É impressionante a transformação que a Bahia faz nos paulistanos. Tudo fica bom, a pressa some e a tolerância ganha um upgrade sem igual. Aconteceu comigo.

Aperitivos, vinho gelado e a conversa suave do baiano, davam o tempero do dia. O sol teimava em se esconder atrás das nuvens e a ameaça de chuva refrescava, com um vento bom, o reencontro de amigos queridos. De costas para o jardim, eu apreciava a seleção musical recheada de destaques do axé. Entre os muitos brindes, à alegria, à saúde, ao amor, um jato, do que parecia uma enorme gota de chuva, atinge em cheio as minhas costas. Eu puxo a cadeira para frente na expectativa de fugir da água e continuo entretida com os assuntos da mesa. De novo, a água bate nas minhas costas. A boa pontaria me chama atenção. Ninguém se queixa de chuva e algumas pessoas, inclusive, ocupam as cadeiras em um espaço descoberto, próximo de mim.

Olho para trás e o único indício de água é a piscina. Apesar da cara mal humorada das nuvens não caía nem uma gota do céu.

Continuo o meu assunto e, de novo, o jato molha, dessa vez as minhas pernas. Viro rápido o suficiente para flagrar o atirador de elite mergulhado na piscina.

– Chuva artificial, ele diz rindo.
– E no mesmo alvo, né?! Eu comento

A mãe do garoto autor da chuva repreende o menino e sugere que ele abandone o posto. Ele resiste e responde:

– Não posso mãe, ela é um alvo perfeito para eu treinar e não reclamou das borrifadas d’água que eu acertei.
– Agora chega, então – ordena a mãe.

Faço de conta que não é comigo para evitar constrangimentos e a situação só piora,

– Olha a molhadela que você fez na roupa da moça. Peça desculpas agora – diz a mãe.
– Eu não, ela nem ligou. Acho que tava se divertindo com os jatos de água. Você que implica com tudo, mãe.

A mãe olha para mim checando o meu estado de humor e completa:

– É mesmo filho, com paulista educada você pode acertar  o quanto quiser, só não acerte a sua tia baiana que ela é capaz de fazer você engolir toda a água da piscina.

Antes de me afogar nos jatos de água, mudei de lugar;  e não é que o menino teve a ousadia de pedir para eu me reposicionar como alvo dele. Só na Bahia mesmo.

 

Siga vida com história e conheça muitas histórias descontraídas

Facebook: http://bit.ly/vida-com-historia-facebook
Instagram: http://bit.ly/vida-com-historia-instagram
Youtube: http://bit.ly/vida-com-historia-youtube

Compartilhe essa história com quem você gosta...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Share on LinkedIn
Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *