Vida com História

Macaco Maldito

Natureza

Comentários (0) / 10 de setembro de 2020

Hoje, eu encontrei um mico no meu caminho. Em volta dele tinha uma platéia com idade média de 10 anos. O mico olhava destemido para as carinhas cobertas com máscaras apontando eufóricas para o personagem inusitado. Ele estava embaixo da amoreira, dividindo as frutinhas maduras com os visitantes do Parque Villa Lobos. Um parque no centro da cidade paulistana que retomou suas atividades há pouco e durante a quarentena permitiu à vida selvagem ocupar um espaço de honra, sem ninguém para incomodar o vai e vem de galho em galho. Mico civilizado aquele, esperava a sua vez para recolher as amoras caídas do pé, simpático com o público de duas crianças e eu, sem pressa de sair de cena.

Há um tempo atrás, meu filho – na época com 10 anos – em um passeio com a escola, teve uma experiência um pouco diferente. Dá para ter uma ideia do que aconteceu, no divertido poema em prosa que ele fez e eu compartilho aqui com vocês.

MACACO MALDITO

No passeio da escola
Olhem só o que aconteceu
Caminhando pela trilha
Parecia uma armadilha
Um macaco apareceu
No começo achei bacana
Todo mundo se animou
Não podia dar banana
O monitor logo avisou
Mas o fim dessa aventura
Não foi lá muito feliz
O danado do macaco
Resolveu descer do galho
E correu atrás de mim.

Jorge Gabrielli Barros Calixto

Compartilhe essa história com quem você gosta...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Share on LinkedIn
Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *