Vida com História

Farofa e dendê

Natureza

Comentário (1) / 2 de agosto de 2019

Vestir qualquer roupa, depois de uma temporada no look biquíni-canga, é uma tortura para as novas gordurinhas; cada movimento entrega o quanto você se esbaldou na combinação farofa-dendê.

Na Bahia, as refeições valorizam esses ingredientes e oferecem de sobremesa um delicioso mimo para a preguiça: balançar, sem pressa, em uma boa rede. Toda aquela disciplina alface, grelhado, ginástica, fica fora do cardápio.

É só colocar os pés em território baiano, a ansiedade da metropole recebe um golpe e a resposta para tudo acontece no tempo que dá.

No meio desse tempero saborosíssimo, fui seriamente acusada por um mal entendido, uma falha de comunicação, a vontade de alguém arrumar o que fazer com o tempo de sobra, por aqui; não sei qual dessas coisas ou se todas juntas, caíram no meu colo, entre um balanço e outro. 

Incrível como destocou do clima local, onde os problemas dissolvem no ar.

Não foi o caso dessa vez; uma fofoca puxou outra, virou outra e, de repente, amigos de uma vida, estrearam a vida à beira mar, no melhor estilo estresse paulistano. Instalaram uma trincheira diante da realidade e assumiram a pior posição para perder uma guerra: ser o dono da razão.

Justo na areia onde o assunto mais sério é uma beliscada de siri, a mudança da maré, o gosto do peixe fresco.

Uma situação que poderia ser resolvida simplesmente com a pergunta: o que foi que aconteceu.? Virou uma condenação: Você é um monstro.

Acostumados a resolver tudo para ontem, ouviram só um lado da história e um simples desencontro, como um grão de farinha preso na peneira, colocou em risco a amizade.

Recomendo mais farofa e dendê para eles!

Compartilhe essa história com quem você gosta...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Share on LinkedIn
Linkedin

One Response to :
Farofa e dendê

  1. Ana Miguel disse:

    Mas esse tipo de coisa é cara dessa região
    Na Bahia. Linda de morrer mas olha o povinho que anda por lá. Pra mim só fica o
    Graças a Deus que meu tempo passou!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *