Vida com História

Chinelo é chique

Momento

Comentários (0) / 27 de junho de 2021

O conforto é chique

A entrada de casa ganhou uma variedade de calçados. Tem tênis, sandália, bota. Os sapatos descansam dos passos da manhã, tarde e noite. De vez em quando, um vai parar na boca do cachorro. Alguns correram vários quarteirões para alcançar o compromisso, outros apenas entraram e saíram do carro; o tênis preto, tamanho extra grande, perdeu a forma no trajeto pelas poças d’água de uma semana chuvosa.

O único calçado que aparece com o par, lado a lado, é a sandália, tipo rasteira, bem cuidada apesar do tempo de uso. Os pés que vestem os fios dourados trançados sobre os dedos, estão sempre na moda. A sandália não tem nenhum privilegio em relação aos demais sapatos. Percorre longas distâncias quando requisitada. Os que chegam largam os calçados do lado direito e calçam um par de havaianas, disponível do lado esquerdo. Tem dia que o vai e vem do sapato congestiona a lateral da porta.

No armário eles só entram depois de uma desinfecção cuidadosa. A rotina dos sapatos nunca mais foi a mesma. Os mais requisitados nem saem de perto da porta. É o caso do tênis 43 e da rasteira 39. Chegaram a ficar semanas, longe da tranquilidade do closet. Interessante observar que, por exemplo, eu só usei dois calçados, largos e despojados, e praticamente me esqueci dos outros. Todas as vezes que eu precisava sair me perguntava: Para onde eu vou? É tão importante que vale o risco? Uma nova atitude em favor da vida, que resultou em uma nova forma de me calçar.

Considerando que os pés são o ponto de contato com o mundo, aquilo que calçamos pode fazer a diferença entre o que pensamos e como nos sentimos. Você já passou algumas horas com um sapato apertado, ou aquele com uma costura que fica rasgando a pele atrás do calcanhar? Se você já passou por isso, deve se lembrar do quanto a realidade fica prejudicada quando alguma coisa nos incomoda, em especial, nos pés.

Como tudo tem um lado bom, a pandemia trouxe para os pés o conforto de uma moda “pijama” com babuchas, tênis, chinelos, super em alta. Os pés ganharam um beneficio enorme com a declaração de que o desconforto está fora de moda. Grande aprendizado. Se ampliarmos para vida, chegaremos a conclusão de que ela merece conforto.

Compartilhe essa história com quem você gosta...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Share on LinkedIn
Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *