Vida com História

Bambolê

Momento

Comentários (0) / 16 de outubro de 2020

Houve tempos em que o bambolê era moda e brincadeira de criança. Reunidas em um grupo, na rua de casa, quem conseguisse equilibrar o aro,  por mais tempo e com mais gingado, virava campeão. A vida, de vez  enquanto, arremessa para gente um par de bambolês e simula a mesma brincadeira, só que a gente como cresceu, leva muito a sério o malabarismo. Sobra pouco espaço ou quase nada para se divertir. Assumimos o momento com a rigidez da responsabilidade adulta e esquecemos o resto. Ao invés de brincar com o problema, rolar para todo lado, jogar para cima, rebolar com ele, travamos. Vivemos a angústia do preciso me livrar rápido disso e esquecemos que todas as circunstâncias trazem em si a oportunidade de aprender algo novo. 

Tratar os desafios como um monstro a ser imediatamente combatido, tira a chance de examinar todas as possibilidades de superá-lo e a partir desse reconhecimento escolher qual a melhor alternativa para isso. Quantas vezes gastamos tempo e energia desnecessárias para resolver um assunto porque deixamos de dar uma boa “rebolada” nele? 

Da próxima vez que você estiver diante de uma situação que parece complicada, vista-se dela como se fosse um bambolê. Dê uma boa girada na sua imaginação, explore ao máximo a sua habilidade para mantê-lo em equilíbrio e depois solte. Observe o que acontece. Na maioria das vezes ele fica mais simples, diminui de tamanho e você resolve. 

Compartilhe essa história com quem você gosta...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Share on LinkedIn
Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *