A mecha azul

Momento

Comentários (0) / 12 de outubro de 2019

Dia da criança, da brincadeira, de lembrar que a vida merece uma infância generosa; a grande oportunidade de experimentar esse momento, na incrível viagem de um balão mágico e, no comando da imaginação, flutuar sobre as coisas, sem julgamento ou preconceito. Cada nova experiência, um novo sabor, um novo aprendizado, construído no espaço nobre da diversão.

A infância convoca para a aventura de viver além das aparências e, com a curiosidade de um grande descobridor, investigar possibilidades infinitas.

A impressão digital dessa fase fica para sempre na memória e, de vez em quando, recarrega a gente com pitadas da explosão de criatividade daquela época. Como é bom relembrar episódios da infância, só para não esquecer que a vida pode ser leve e divertida.

Hoje, eu estava no salão e conheci a Sofia. Na cadeira ao lado da minha, ela aguardava os minutos para desembrulhar a nova cor de uma mecha, no cabelo. O tempo para receber o presente, de dia das crianças, ganhou como aliada a paciência de uma menina feliz com a escolha.

Aos nove anos de idade ela acompanhou cada movimento da tinturista e, como quem desembrulha um brinquedo novo, esbanjou alegria, assim que o papel alumínio revelou a mecha azul.

Carregou o presente, com a espontaneidade da infância, curtindo cada segundo dos novos cachos.

Amanhã, talvez as mechas percam a graça, revezem comentários bobos com elogios, e nessa alternância que faz a vida interessante, na atitude dos nove anos de idade, Sofia escolha uma nova diversão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga o VH
Receba um aviso a cada novo post do VH.
Junte-se aos seguidores do VH! :)
Powered By WPFruits.com

Quero Receber Novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e receba em primeira mão as crônicas do Blog Vida com História em seu e-mail :)